Meteoro conhecico popularmente como "estrela cadente".

A IMO (International Meteor Organization), nem mesmo colocou a chuva em discussão este ano em seu site, devido à Lua em Quarto minguante que no período do máximo estará atrapalhando as observações, quando Órion estiver bem alto no céu lá pelas 4h  da manhã.
Porém ela, a Lua,  só nascerá próximo às 2h e até esse horário (quando Órion estará alcançando entre 30 e 40 graus de altitude do horizonte leste), será possível a observação.

Assim como os eta-aquarídeos, a chuva dos orionídeos são resultado da esteira de fragmentos deixados pelo cometa Halley. Segundo a IMO, não se espera para esse ano as taxas mais elevadas que ocorreram no período de 2006-2009, mas isso não é uma garantia.

Dia do máximo: 21 de outubro

Taxa horária zenital: 25

Faixa de horário sem Lua: da 23h30 às 2h30

Para onde olhar

Para observar essa  chuva de meteoros, na noite de 20 para 21 de outbro (no noite seguinte também dá pra ver), procure um local bem aberto onde você possa ver uma grande parte do céu, em um cadeira de praia (ou deitado confortavelmente no chão) e fique de olho no alto do céu, mas com a cadeira virada para o Leste (lado que o Sol nasce),  procure por Órion, a constelação onde ficam as famosas “três marias”, depois das 23h30, é de lá que os meteoros parecerão estar saindo, porém não é necessário ficar olhando sempre para ele, olhe de preferência para o alto do céu.  Até a Lua nascer, você terá 3 horas para tentar a sorte e ver quem saber algum Fireboll como esse:

Não deixe de ver também esse vídeo com várias fotos de orionídeos enquanto a constelação avança no céu:

Anúncios