Semana passada a agenda estava cheia de eventos astronômicos. Observações, palestras, aulas, prova da OBA. Em alguns, tive que cancelar minha participação por motivos diversos. Vejamos como foi:

Foto do quadro depois da aula. Equação de Tsiolkovsky e outros.

Terça-feira foi dia da última aula preparatória para a prova da OBA – Olimpíada Brasileira de Astronomia, no Colégio Pontual. O quinze alunos que se inscreveram para participar me aturaram por três horas falando de foguetes, movimentos da Terra, da Lua, eclipses, e muito mais. No total foram três aulas, uma por semana, sempre nas terças-feiras. As aulas foram ótimas e só podia, os alunos estavam ali porque realmente estavam interessados no assunto.

Ainda na Terça-Feira, o Prof. Dr. Gilberto Sanzovo e o meu amigo e planetarista Maurício Capucim do Planetário de Londrina estiveram participando de um evento comemorativo do Ano Internacional da Química no Colégio de Aplicação com vídeo-documentário e observação do céu. Como eu estava em um ensaio com uma banda (também sou músico, trompetista) e o evento acabou mais cedo que o previsto não pude estar presente. PARTICIPAÇÃO CANCELADA.

Na quarta-feira à tarde estava marcado a segunda edição do II Ciclo de Observações Lunares da PET-Física da UEL. Às 16h30, telescópio embarcado, e ao sair de casa… o carro quebrou (bomba de combustível) e fiquei na mão, quer dizer, fiquei na rua esperando o guincho…rsrs. Resultado, morri com 200 reais e PARTICIPAÇÃO NO EVENTO CANCELADA.

Se tudo tivesse ido bem com o carro, logo após a observação da UEL que iria das 17h até as 19h15, levaria o equipamento direto para o colégio Champagnat, onde participaria do evento do Ano Internacional da Química com observação da Lua e Saturno com o pessoal do Planetário. Nesse evento, portanto, tive minha PARTICIPAÇÃO CANCELADA.

Palestra para crianças do colégio PGD.

Turminha do quinto ano vespertino do PGD.

Na quinta-feira, logo pela manhã estive no Colégio PGD de Londrina, para realizar uma palestra astronômica para os alunos do quinto ano do ensino fundamental, com ênfase no Sistema Solar, sua origem, características e a nova classificação, e ainda, alguns temas relacionados à Olimpíada Brasileira da Astronomia, pois eles iriam participar da prova que acorreu na sexta-feira.

Voltei à tarde ao PGD para a mesma palestra, só que agora para a turma do quarto ano da tarde. Foi ótima a participação dos alunos, foram muito receptivos e pareciam estar bem ansiosos para ouvir sobre o assunto.

No meio da tarde da quinta-feira, e já com o carro arrumado, novamente o equipamento foi embarcado, dessa vez para uma observação no pátio do Colégio Pontual, com a participação dos alunos que realizariam a prova da OBA (os mesmos da aula preparatória da terça-feira). Essa observação foi das 18h até às 19h45 (ver também o post especial com fotos desse evento), e foi possível ver Saturno, a Lua, Nebulosa de Órion e Ômega Centauro.

Aluno observando Saturno. Cruzeiro do Sul no céu ao fundo.

Prof. Dr. Gilberto Sansovo falando aos participantes do evento.

Após a observação no Pontual, fui para o Colégio Castaldi de Londrina para participar do evento comemorativo do Ano Internacinal da Química, (finalmente, já que terça e quarta não tinha dado certo). Montamos o meu telescópio e o telescópio ETX-125 do Planetário. O Maurício mostrava a Lua e eu fiquei responsável por apresentar Saturno para os alunos do colégio que participaram do evento. Foi muito proveitoso, conversei bastante com alunos e professores, inclusive um professor da Espanha que pediu pra lhe apresentar o Cruzeiro do Sul, já que lá ele não é visto no céu de lá.

Sexta-feira é dia de Projeto “Estações de Aptidão” no Colégio Pontual das 11h às 12h30. 21 alunos participam do meu curso de Astronomia, o qual já comentei em um post anterior. Nesse dia, tivemos a última aula teórica (pra alívio dos alunos), quando falamos sobre Paralaxe Estelar.

Pra finalizar, na tarde da sexta-feira, às 14h iniciamos a prova da Olimpíada Brasileira de Astronomia, com os quinze alunos participantes. Sendo 10 alunos do fundamental (sexto ao nono ano) e 5 do ensino médio (primeiro e terceiro ano). Considerei que a prova estava com nível bom para os alunos do ensino médio, porém, para os alunos do sexto e sétimo anos do fundamental, na minha opinião, estava difícil com problemas matemáticos que eles não estavam habituados. Acho que uma prova com mais perguntas objetivas (talvez umas 30 questões) e sendo mais abrangente no conteúdo seria mais interessante. Outra opinião minha, seria não aplicar a mesma prova para os alunos do sexto ao nono ano, como foi feito.

Os alunos do Colégio Pontal participantes da OBA, durante a aplicação da prova.

No sábado eu tinha programado a ida à segunda edição da Mostra Cosmos, realizada pelo GEDAL e Museu de Ciências da UEL, porém, surgiu um casamento para tocar e acabei com minha PARTICIPAÇÃO CANCELADA, infelizmente.

Saldo da semana: Dos 11 eventos possíveis, participação ou realização de 7 e cancelamento de 4.

Fora toda essa maratona, ainda tive aulas normais de matemática e física no Pontual, e ainda meus eventos musicais (ensaios e cerimônias de casamento).

Anúncios