Esse grande meteoro foi fotografado em 6 de agosto de 2007 por Maurizio Eltri em Veneza, Itália.

No dia 5 para o dia 6 de maio teremos a melhor noite para observar a chuva de meteoros Eta Aquarídeos. Os meteoros são pequenos corpos (na maioria pequenos grãos) que se desprendem de um cometa ou, em alguns casos, de um asteroide. Os Eta Aquarídeos, bem como os Orionídeos de Outubro, são meteoros provenientes do famoso cometa Halley.  Este ano as condições são ideais para a observação e vale a pena acordar no fim da madrugada, colocar a cadeirinha reclinável na grama e aguardar por um possível espetáculo.

Vejamos o que diz a IMO – International Meteor Organization sobre essa chuva em 2011:

Chuva associada ao cometa 1P/Halley, como os Orionídeos de outubro, mas visível apenas por algumas horas antes do amanhecer, essencialmente nas regiões tropicais e hemisfério sul. Algum resultado chegou a ser obtido de regiões

próximas à 40 ° N de latitude nos últimos anos, porém, apenas meteoros ocasionais têm sido relatados mais ao norte. Meteoros rápidos e brilhantes podem fazer com que a espera pelo surgimento do radiante no horizonte valha a pena, em alguns casos, deixam um rastro brilhante e persistente.

Cometa Halley. Crédito: Nasa.

Um máximo relativamente longo, às vezes com um número variável de submáximos, geralmente ocorre no início de

maio. Novas análises da IMO nos últimos anos, com base em dados coletados entre 1984-2001, têm mostrado que a taxa horária é geralmente acima de 30 meteoros/hora entre 03 e 10 de maio, e que as taxas de

pico parecem ser variáveis em um período de 12 anos aproximadamente. As maiores e mais recentes taxas devem ter acontecido em torno de 2008-2010, se este ciclo influenciado por Júpiter for confirmado, então, de acordo com essa idéia,  a taxa horária deste pico deve cair a partir de 2011.
A Lua Nova em 03 de maio cria as condições ideais para visualizar o que quer que a chuva forneça em 2011.

Mais dados

Chuva Atividade Melhor Data (Máximo) Radiante Velocidade (Km/s) ZHR
Eta-Aquarídeos 19 de Abril a 28 de Maio 06 de Maio Estrela Eta de Aquário 66 70*

*ZHR é chamado de Taxa Horária Zenital. O seu valor representa a quantidade máxima de meteoros que seriam vistos por hora em um local ideal de observação (sem poluição luminosa e com céu sem nuvens), e com o Radiante no Zênite.

Traçando um segmento de reta oposto ao sentido dos meteoros vistos concluímos que eles parecem vir de um só lugar no céu. Esse lugar é chamado de Radiante, e receberá o nome conforme a constelação que ele estiver localizado. Assim esse meteoros de início de Maio são chamados de Eta-Aquarídeos pois parecem vir da direção da estrela Eta da constelação de Aquário. Os meteoros chamados Orionídeos têm radiante na constelação de Órion, os Leonídeos em Leão, Geminídeos em Gêmeos e assim por diante.

Mapa Celeste mostrando a localização do radiante dos meteoros Eta-Aquarídeos. Esse mapa é referente a 25º de Latitude Sul no fim da madrugada.

Na noite do máximo (05-06 de Maio) a constelação de Aquário estará totalmente no céu depois das 03 horas da manhã, mas os meteoros poderão ser vistos mesmo antes. Fique de frente para o Leste e olhe atentamente desde o horizonte leste até o zênite. O ideal é usar uma cadeira de praia reclinável para ter uma visão geral do céu. Não esqueça de um boné ou chapéu pra não ficar sob sereno e não pegar um resfriado.

Boa sorte!

=====================================================
Relato da Observação (06/05/11)

Coloquei o celular pra despertar às 04h30 da manhã, para levantar e ir no gramado olhar o céu. Vesti o blusão, a toca e só com os olhos de fora, preparei a cadeirinha de praia. Fiquei das 04h40 até às 05h10 atento e nesse período observei 5 meteoros eta-aquarídeos, 3 esporádicos e 1 não tive certeza se pertencia a esta chuva ou era esporádico (vi de “rabo de olho”). No total 9 meteoritos em meia hora que dá uma média de 18 por hora. O melhor deles foi o primeiro que vi logo que saí pra fora. Acabei achando que veria muito mais, pela baixa atividade acabei indo dormir mais cedo que o esperado, ainda mais porque tinha que dar aula pela manhã.
Mas o que me impressionou mesmo foi o aspecto do céu. Estava perfeito e absolutamente sem nuvens e sem turbulência, fiquei impressionado! As estrelas estavam pontuais e sem cintilação alguma. Com um seeing excelente, deu vontade de montar o telescópio, mas aí pensei na relação trabalho/preguiça, tendeu a zero, e desisti…rsrs… Certamente um dos melhores céus que já vi.
A maioria desses poucos que vi surgiram próximos ao Escorpião e Sagitário que estava altos no céu. Considerei que as velocidades dos eta-aquarídeos não era muito grande (lembro de já ter visto chuvas com meteoritos muito mais velozes) deixando um leve rastro pelo caminho. Já os esporádicos, todos com velocidades espantosas.
Por fim, antes de entrar ainda vi, há poucos graus acima do horizonte, Vênus e Mercúrio.

Anúncios